page1-img2

page4-img2 page3-img4

 

Um carro com a direcção desalinhada, apresenta os seguintes sintomas: 

  •  Desgaste desigual ou excessivo dos pneus.
  •  O carro ”puxa” tende a desviar-se para um dos lados;
  •  O volante não está centrado quando o carro se move a direito.

Qual a frequência para se alinhar a direcção?

  •  Sempre que detecte um dos sintomas mencionados;
  •  É aconselhável alinhar ou proceder a uma verificação do alinhamento de 20.000 em 20.000kms,ou uma vez por ano.
  •  Verifique as recomendações do fabricante do veículo no manual de instruções de serviço;

O que é alinhar a direcção?

  •  Efectua-se a leitura de ângulo das quatro rodas;
  •  Centra-se o volante;
  •  Segue-se as especificações do fabricante da viatura, indicadas pelo computador;
  •  Ajusta-se as rodas dianteiras com referência à linha de impulso traseira.

Resultado: Todas as rodas estão paralelas e o volante está centrado. O desgaste irregular e um tanto acelerado dos pneus não acontece. O veículo mantém-se em linha recta com o volante centrado.

Porquê o Alinhamento Total?

  •  Reduz o Desagaste de Pneus

O alinhamento incorrecto é a causa principal do desgaste prematuro dos pneus.
Com o passar dos anos, os pneus de um veículo devidamente alinhado, podem somar milhares de quilómetros ao seu ciclo de duração.

  •  Menor Consumo de Combustível

Os quilómetros feitos com um depósito de combustível, aumentam à medida que diminui a resistência à rolagem. O alinhamento total coloca todas as rodas paralelas, que conjuntamente com a pressão correcta, minimizam a resistência à rolagem.

  •  Facilidade de condução

O seu automóvel “puxa” para um dos lados? O volante vibra? O seu automóvel obriga-o a virar o volante constantemente para poder manter direito na estrada?
A maior parte dos problemas de manuseamento podem ser resolvidos ao corrigir o alinhamento total. Com todos os componentes do sistema de direcção/suspensão devidamente alinhados, as irregularidades da estrada são eficientemente mais bem absorvidas para uma melhor condução.

  •  Condução Segura

Uma inspecção do sistema de suspensão faz parte do procedimento de alinhamento. Isto permite detectar desgaste nos componentes antes que estes causem problemas de elevado custo.

Para veículos de suspensão traseira não ajustável

tec_afoto1(3)

1. As leituras dos ângulos são medidas nas quatro rodas.
2. O volante é centrado.
3. As rodas da frente terão como referência o ângulo de impulso colocadas dentro das especificações.

Resultado:
As 4 rodas ficam paralelas e o volante centrado

Para veículos de suspensão traseira ajustável

tec_afoto2(2) 1. As leituras dos ângulos são medidas nas quatro rodas.
2. As rodas de trás são colocadas dentro das especificações de fábrica. (A linha de impulso traseira coicide com a linha central do veículo.)
3. O volante é centrado.
4. As rodas da frente terão como referência o ângulo de impulso colocadas dentro das especificações.

Resultado:
As 4 rodas ficam a direito e paralelas, com o volante centrado.

Isto pode acontecer a qualquer veículo

tec_afoto3(1) Neste veículo, as rodas da frente não estão alinhadas pelo ângulo de impulso. Esta situação deriva do desgaste normal, quer o veículo tenha ou não suspensão traseira ajustável.Para manter a direcção a direito, seria necessário virar as rodas da frente ligeiramente para a direita.
O resultado possível seria o veículo deslocar-se na estrada ligeiramente de lado, como um cão a andar  pela estrada ou provavelmente puxar para um dos lados.

Claro que os ângulos estão exagerados para que se possa ver mais facilmente esta situação.
Basta um pequeno desalinhamento para criar problemas e causar um desgaste rápido dos pneus.